Working Capital, nova fintech de crédito estruturado para o mercado de Real Estate, nasce com uma carteira de mais de R$ 600 milhões

Paulo Gonçalves, co-fundador da fintech Cashme e ex-diretor da Cyrela se juntou a Rodrigo Arruy, fundador e CEO da Nova Milano e Vinicius Mastrorosa, ex-CFO da Even para criarem a Working Capital, fintech que fornece crédito estruturado para incorporadoras, com garantia de ativos reais.

Com capital próprio e coinvestidores (investidores institucionais, fundos de investimentos, Family offices e pessoas físicas), a Working Capital acaba de surgir no mercado como alternativa de financiamento do setor imobiliário nacional. Formada por três sócios, todos com foot print em grandes companhias do segmento, a fintech pretende atuar nas três pontas do negócio: originação, estruturação e distribuição dos ativos de crédito privado.

Como solução para sanar as dores das empresas do setor, que depende de capital de giro para tocar seus projetos, em poucos meses de atuação, a WK já conta com uma carteira de crédito em estruturação que ultrapassa R$ 600 milhões. “Temos um olhar diferente sobre o segmento. Conhecemos os projetos e isso nos permite traçar soluções customizadas para as empresas de forma ágil e criativa”, afirma Paulo Gonçalves, co-fundador e CEO da Working Capital, que foi diretor da Cyrela e Co-fundador da Cashme.

Todos os financiamentos contam com aporte de capital próprio da NM Capital, e dos sócios. “A WK já nasceu capitalizada e com recursos disponíveis para alocar nas operações aprovadas. A nossa participação e a garantia firme de 100% oferecida às incorporadoras deixa o investidor mais confortável em participar da oferta”, ressalta Gonçalves. A fintech também conta com uma rede de fundos imobiliários, além de family offices e investidores pessoas físicas qualificados para a coinvestir nos ativos. “Os investimentos em CRIs são isentos de IR, o que os torna bastante atrativos”, diz Gonçalves.

As operações podem chegar a até 10 anos de prazo e os valores são destinados a incorporadoras e loteadoras que precisam de recursos para desenvolvimento de projetos imobiliários.

A Working também conta com a expertise da Nova Milano Investimentos, administradora de carteira de valores mobiliários e securitizadora e da Casa de Pedra securitizadora de créditos, que atua como intermediária nos mercados imobiliário, do agronegócio (originadores de créditos) e o mercado de capitais (investidores). Além de Gonçalves, os outros cofundadores são Rodrigo Arruy, também fundador e CEO da Nova Milano e da Casa de Pedra Securitizadora S.A e Vinícius Mastrorosa CIO Nova Milano e ex- Diretor Financeiro e de RI na Even.

Deixe um comentário